Voltar Educação Pública

A INSTABILIDADE EMOCIONAL NO PÓS-PANDEMIA

21/09/2022
.

A INSTABILIDADE EMOCIONAL NO PÓS-PANDEMIA

Nos últimos meses, inúmeras matérias trouxeram à tona uma realidade que tem sido vivenciada pelos professores nesse período pós-pandemia: a instabilidade emocional dos alunos. 

Segundo pesquisa realizada pela Nova Escola, seis em cada dez professores do país avaliam que os alunos estão mais violentos após o retorno presencial. Para 97,9% deles, o aumento da agressividade atrapalha o aprendizado.

As principais razões para essa mudança de comportamento em sala de aula é o isolamento social, que manteve os estudantes em ensino remoto sem contato presencial com a escola e os colegas. Consequentemente, houve o aumento de doenças psicológicas (50,6%). Um estudo feito pelo Instituto Ayrton Senna aponta que 70% dos estudantes do estado de São Paulo relataram sintomas de depressão e ansiedade

A psicóloga e pedagoga Ana D’Agostini diz que em casos de violência ou desenvolvimento de transtornos como esses, trata-se de uma forma encontrada pelo indivíduo de expressar um sofrimento, que pode ser manifestado de diferentes formas em cada um, podendo ser mais leve, moderado ou intenso.

"A gente tem que olhar especialmente para os impactos nas crianças e adolescentes porque eles estão num período chave de desenvolvimento. As consequências de ficar afastado todo esse tempo da escola, de lidar com a falta de socialização, com o medo, com essa desconexão com a escola eles, são consequências desse período", comenta Ana Carolina D’Agostini, psicóloga e pedagoga.

A classe dos professores também é afetada por esse contexto. Infelizmente, mesmo antes da pandemia, docentes já sofriam com o adoecimento mental, como esgotamento, depressão, entre outros transtornos. No entanto, foi na pandemia que vimos ainda mais a importância de falar sobre saúde mental e compreender como as dinâmicas na escola podem favorecer ou prejudicar questões dessa natureza.

"A saúde mental é uma negociação constante que todos nós fazemos a todo tempo com as nossas emoções. Por exemplo, se eu estiver em um evento que desencadeia ansiedade como: uma prova, falar em público, eu posso sentir muito medo, muita insegurança e não conseguir fazer minhas coisas, não conseguir pensar direito. E a função da nossa saúde mental é justamente segurar, metabolizar esse medo, essa insegurança, essas emoções para que eu consiga dar conta das minhas tarefas do dia a dia", explica a psicóloga.

Em meio a toda essa situação, o professor acaba sendo a figura, que muitas vezes, passa mais tempo com os estudantes do que a própria família. Em detrimento disso, ele pode ser a pessoa que acabará percebendo mudanças significativas de comportamento e que podem ser alertas para problemas maiores. Os indícios se tornam bastante visíveis, por exemplo, no desempenho escolar, na socialização com os colegas, em conteúdos que podem aparecer nas produções da escola e nas tarefas. 

Então, diante dessa situação vem o questionamento: como ajudar o aluno nessa situação?

"O professor pode fazer encaminhamentos para profissionais especializados da área da saúde, como psicólogos, psiquiatras (este, o profissional que realiza os diagnósticos) e quando for o caso fazer essa ponte e comunicar à família os sinais que tem percebido e trocar se tem acontecido a mesma em casa", pontua a psicóloga. Ela cita também outras alternativas como o desenvolvimento de projetos interdisciplinares ou com o apoio da coordenação ou de profissionais de saúde, além de espaços para que os alunos se sintam seguros e ouvidos.

Ana ainda pontua que é importante que o professor entenda que não precisa lidar com essa situação sozinho, pois ele também precisa cuidar da sua saúde mental e por isso, ele precisa se alfabetizar emocionalmente. "É importante que os docentes se tornem conscientes também das próprias emoções, que as conheçam, saibam nomeá-las e desenvolvam estratégias para lidar, por exemplo, com a ansiedade, raiva ou estresse".

Assim como para os alunos, é necessária a criação de um espaço de escuta também para os próprios professores, onde eles se sintam seguros para comunicarem também seu sofrimento, seus anseios, suas dificuldades e receberem apoio.

"A escola é um ecossistema, um lugar de relação, de afeto, de troca. E quando a gente fala de relação, a gente fala de afeto, a gente fala de trocas humanas, de dinâmicas que moldam quem a gente é e que vão nos ajudar a crescer, a transpor desafios e outras questões que surjam", finaliza a psicóloga.

Separamos abaixo alguns links que podem servir na busca por ajuda:

Ana Carolina D’Agostini é psicóloga e pedagoga formada pela PUC-SP, especialista em Psicologia nos Cuidados da Saúde da Mulher pela UNIFESP e mestre em Psicologia da Educação pela Columbia University.

Categoria
Educação Pública

Achou esse conteúdo útil?

Conectando Saberes .

Confira outras materiais e publicações

09/06/2022

Razões para Ficar

Parcerias

.

Saiba mais
29/07/2022

DO BRASIL PARA O MUNDO: CONHEÇA AS PROFESSORAS DA REDE QUE REPRESENTAM AS ESCOLAS FINALISTAS DO PRÊMIO “MELHORES ESCOLAS

Premiações

.

Saiba mais
10/08/2022

Ensino Domiciliar em pauta

Educação Pública

A Educação domiciliar entrou em debate para ser implementada no Brasil, mas será que é uma boa ideia?

Saiba mais
07/02/2022

MEC e CAEd monitoram a implementação da BNCC

Educação Pública

Informe-se e compartilhe dúvidas e opiniões sobre o Novo Ensino Médio.

Saiba mais
10/03/2022

Depois de 14 anos, Governo Federal assina aumento do piso salarial para professores

Educação Pública

PROFESSORA JULIANA REIS (MG) COMENTA A PORTARIA E SEUS IMPACTOS

Saiba mais
07/02/2022

Novo Ensino Médio: quais são os seus desafios?

Educação Pública

Informe-se e compartilhe dúvidas e opiniões sobre o Novo Ensino Médio

Saiba mais
10/03/2022

O Retorno da Alfabetização necessita de acolhimento

Educação Pública

Cerca de 76% dos alunos precisam de reforço em alfabetização, segundo o DataFolha. Mas o que realmente os estudantes precisam com o retorno às aulas presenciais é o acolhimento e a Professora Joice conta mais sobre isso.

Saiba mais
10/03/2022

Conectando Saberes e Todos pela Educação promovem debates com professores no centro

Educação Pública

Desde dezembro de 2021, a Conectando Saberes apoia a Todos pela Educação na realização do Educação Já, uma série de encontros que debatem políticas públicas educacionais com professores, gestores e secretários.

Saiba mais
10/08/2022

Escola é alimento

Educação Pública

.

Saiba mais
07/02/2022

Espaço Rede Autoral Conectando Saberes

Espaço Rede Autoral

Leia a crônica escrita pela professora Cristiane Dias, membro da Conectando Saberes no núcleo de Criciúma, em Santa Catarina.

Saiba mais
17/05/2022

A história de uma professora escrita por ela mesma

Espaço Rede Autoral

Joice Lamb, membra da Rede Conectando, lança livro sobre memórias da sua carreira como educadora

Saiba mais
07/02/2022

Saúde Vocal: 5 técnicas para cuidar da sua voz

Saúde e Autocuidado

Conheça 5 técnicas para cuidar da sua voz

Saiba mais
07/04/2022

Precisamos falar sobre saúde mental na escola

Saúde e Autocuidado

Após a pandemia e o isolamento social assunto deve receber mais atenção das escolas

Saiba mais
07/04/2022

Conectando Boas Práticas premia projetos na temática de Participação Familiar

CBP

Conheça o projeto do professor e diretor Felipe, de Marilândia (ES), um dos vencedores da premiação

Saiba mais
31/03/2022

Conheça os vencedores do Conectando Boas Práticas

CBP

Saiba mais sobre os projetos que foram premiados

Saiba mais
10/08/2022

Núcleos se mobilizam para realizar Prêmio Conectando Boas Práticas localmente

CBP

Magé (RJ) e Castro (PR) foram algumas da cidades que realizaram o evento

Saiba mais
07/02/2022

Conectando Boas Práticas 2021: Fique por dentro dos resultados.

CBP

Os resultados serão divulgados a partir do dia 01/03, então fiquem ligados nas redes sociais da Conectando Saberes e no boletim mensal para não perder nada!

Saiba mais
10/03/2022

Projetos de Professoras da Rede CS buscam a valorização da mulher na sociedade

Diversidade

Conheça o projeto de duas professoras da rede CS que colocam as mulheres como protagonistas de grandes histórias.

Saiba mais
10/03/2022

(Não) Valorização do Profissional Docente

Valorização Docente

CONECTANDO SABERES BUSCA A VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO POR MEIO DE PROJETOS E PESQUISAS

Saiba mais
17/05/2022

PROFESSORA CLECIANE SANTOS DISCURSA NO EVENTO “EDUCAÇÃO JÁ”

Valorização Docente

Cleciane Santos Alves, de Sergipe, usou o espaço para falar sobre a importância do coletivo quando pensamos em educação

Saiba mais
07/04/2022

A importância da união da família e da escola

Participação Familiar

Saiba mais sobre a formação que os membros da CS tiveram em março sobre o tema

Saiba mais
07/04/2022

No Brasil, quase 10 mil de escolas não têm acesso à água potável, segundo o MEC

Condições de Trabalho

Entenda como isso afeta a rotina de alunos, professores e gestores escolares.

Saiba mais
09/06/2022

Criando ambientes acolhedores

Cidadania e Educação

Confira com promover criatividade e segurança dentro do ambiente escolar

Saiba mais
07/04/2022

Já pensou em falar de educação política em sala de aula?

Cidadania e Educação

Prazo máximo para tirar o primeiro título de eleitor é até 4/05

Saiba mais
02/06/2022

A democracia no papel e o papel da democracia na escola

Gestão Democrática no Ambiente Escolar

Joice Lamb, membra da Rede Conectando Saberes explora o tema na prática e conta mais aqui:

Saiba mais
13/06/2022

ESCOLAS REPRESENTADAS POR PROFESSORAS DA REDE CONECTANDO SÃO FINALISTAS DO PRÊMIO "MELHORES ESCOLAS DO MUNDO"

Premiações

.

Saiba mais